Arte sobre foto de ¥ nyssa ¥, propriedade exclusiva de Åmo e Senhor

janeiro 26, 2010

Mais algumas



Arte Digital : João Sampaio

Arte Digital: Alexander Kharlamov



janeiro 23, 2010

Submissão

"A razão não se submeteria nunca, se não se julgasse que há ocasiões em que deve submeter-se."
 Santo Agostinho de Hipona


janeiro 17, 2010

Serpentes

"Não há paraíso sem serpente, nem céu sem demônio."
Goethe












janeiro 13, 2010

Embaçadas

Onde pouco se vê, muito se imagina...



Traductor*Traducteur*Translator: Agora o tradutor "funciona"

Coloquei um widget tradutor para vários idiomas aqui, porém não funcionava.
Tirei o aviso de conteúdo adulto, aí ele funcionou (percebi que em páginas sem esse aviso ele funcionava).
Mesmo não traduzindo de forma ideal, ajuda a entender alguma coisa, sabemos que os tradutores são um tanto limitados.

Fica aqui a dica, porque português é complicado até para quem fala idiomas similares como o espanhol, imagina para quem fala alemão!

janeiro 11, 2010

Quando a escrava manda


In Refugio (Tomaz Rut)



Em alguns momentos a escrava tem que mandar.
Mandar por amor e cuidado ao Dono.
Mesmo que seja uma gripe, há momentos em que a escrava é tomada pela responsabilidade que geralmente recai sobre o Top, há aí um pequeno e provisório deslocamento de poder.
Afinal, o que seria uma submissa se não fosse a primeira a zelar por seu Senhor?

"En tu abrazo yo abrazo lo que existe,
la arena, el tiempo, el árbol de la lluvia,
y todo vive para que yo viva:
sin ir tan lejos puedo verlo todo:
veo en tu vida todo lo viviente."
Cien sonetos de amor - Pablo Neruda





janeiro 09, 2010

Video BDSM & Led Zeppelin, enjoy it!

video

Um dos primeiros vídeos de BDSM que fiz.

Imagens dos filmes do site Kink.com

Música: Whole Lotta Love - Led Zeppelin

janeiro 07, 2010

Submissa a (ou para) Ele

"Ser submissa, assim como ser mulher, não é algo absoluto.
Ser submissa é ser submissa a (ou para) um Senhor/Dono/Dominador, ser a causa de Seu desejo e habitá-lo. Alimentar e renovar o desejo Dele." 

¥ nyssa ¥...ÅS



















janeiro 06, 2010

Limite é o lugar intangível de cada um


"A total ausência de respeito pelo outro é o que caracteriza a figura do perverso. O perverso é aquele que, por algum motivo que apenas pode ser ponderado caso a caso, rompeu com o limite. Ele vive da crença de que é capaz de submeter o outro. No entanto, mesmo quando destrói o outro, não deixa de enganar a si mesmo.
Ele vive da crença de que tomou posse de sua vítima, mas é apenas uma crença e, como tal, não se sustenta na negação de quem não crê. A crença é sustentável apenas enquanto a vítima sustenta a posição do perverso. Em momento algum, no entanto, ele atingirá o âmago da outra pessoa.
O perverso é um eterno logrado. Um frustrado que ilude o outro pelo medo. Quem se deixa levar é também iludido. E frustrado porque é impossível atingir o fundo irreconhecível de cada pessoa. Aquilo que justifica que somos seres humanos e que podemos sempre chamar de dignidade.
Só esta convicção pode aniquilar um olhar e uma atitude perversas.
Limite é, no fundo, o lugar intangível de cada um."

(Do artigo: Sem Limites - Marcia Tiburi)

Corações com um toque BDSM





























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...